Pedro Sampaio – Fotógrafo de Casamentos em Gaia- Wedding Photographer – Elopment – Destination Wedding – Gaia – Portugal – Mundo

Casamento na Quinta do Ti lucas

Passavam pouco tempo desde o S. João e lá fomos nós, até ao Pombal, para o casamento da Márcia e do Eurico.

E valeu a pena a viagem, tive o gosto de fotografar um casamento de um casal excelente.

Mas vamos ao começo de tudo o que nos fez chegar a este dia…

Algures no ano de 2009, foram apresentados por amigos e rapidamente viram algo um no outro.

Mais do que amizade, cresceu para sentimento e, claro, relação.

O namoro começou numa festa da aldeia, com a ajuda de um amigo.

O tal amigo, já bastante animado, achou  boa ideia junta-los à porta da igreja e fazer de padre para os unir.

Não imaginavam eles que, 13 anos depois, estariamos nessa mesma igreja a celebrar o casamento! 🙂

O namoro foi como esperado, bem juntos, bem amados e sempre com um carinho especial um pelo outro.

Ainda esperamos uns anos para o pedido de casamento, naturalmente, mas lá apareceu.

E onde foi? No Pinhão, na Quinta de La Rosa, mais propriamente, no restaurante.

O Eurico, de fato vestido (algo que a Márcia nem tinha reparado), levantou-se e fez o pedido.

O “Sim” foi automático e isso não passou despercebido a quem lá jantava.

Mais do que isso, um simpático casal do Porto, comovido pela situação, pagou o jantar deles, gostaram do momento!

Claro que, mesmo sendo eles do Pombal e eu do Porto, teriamos de fazer a sessão de solteiros no Pinhão, estava escrito.

Já no dia do casamento, era bonito de ver a boa disposição que reinava por aquelas bandas.

O Eurico, sempre brincalhão e com um sorisso fácil e a Márcia, ainda que menos “explosiva” mas igualmente bem disposta e muito feliz.

Um casamento em grande, muita animação, amigos a tocar música da boa, martelos do S. Jão e uma dança como deve ser .

Assim vale a pena!

Falando mais pessoalmente deles, gostei muito de os conhecer e fazer parte deste dia, boa gente!

Pessoas simples, super bem educados, de bem com a vida e  sempre com um sorriso .

Não é um adeus, mesmo com a ditância, eles sabem que são sempre bem vindos, nem que seja para um cafésinho.

“Enjoy the journey”

Até já…