A pouco mais de um ano do casamento, mas para aproveitar as férias em Portugal, a Carina e o Francisco escolheram o dia de ontem para fazer a sessão de solteiros.

Naturais de Castelo de Paiva mas a viver na Suiça, optaram por uma localização que nada tem a ver com as raízes deles, apenas porque gostam, porque é mais ao estilo deles.

E que diz ao estilo deles, diz ao meu…

Lidar com eles foi excelente, deu força a algo que ando a lutar há alguns anos, que cada vez mais consigo e que só assim consigo fazer o que amo, cada vez mais, cada vez melhor.

Explico melhor:

A decisão de ser eu o fotógrafo do casamento deles foi, como é lógico, deles, mas parece quase ao contrário, parece que fui eu que os escolhi!

Facilmente encontramos muitas coisas em comum, sejam as motas, sejam as fotografias “out of the box”, seja a maneira de ser e estar na vida.

Essa é a minha meta, felizmente já tive muitos casais nessa onda e tenho a certeza que muitos mais virão.

Voltando a esta sessão, a Carina e o Francisco têm, assim como eu, uma paixão por motas, cada qual com o seu estilo e gosto.

Em poucos minutos pareciamos Amigos há anos!

O final de tarde foi super bem passado, sempre com conversa à mistura (ou não fosse eu), sempre com as minhas paragens rápidas porque vi algo que dá uma boa foto, um buraquinho, um bocadinho de luz, um parede partida!

E, claro, a tentar aliar a arte da fotografia à naturalidade deles, a coloca-los à vontade, a fazer com que sintam que estão a passar um bocadinho de tarde com um Amigo, não apenas a fazer uma sessão fotográfica.

Assim vale a pena!

O resultado, claro, reflete bem tudo o que falo.

Até já…

Seguir página